Putinha Submissa (CD Camila)






Vou relatar para vocês um atendimento que fiz essa semana com uma putinha CD deliciosa, ela marcou por WhatsApp e mandou-me vídeos para saber exatamente o que queria. Não tive tempo na hora e só pude ver um dos vídeos no final do dia. Combinamos um atendimento com meu marido. Ela disse chamar-se Camila e que já viria com cinto de castidade.
Ela estava super ansiosa e mandou um monte de mensagens durante o dia, tinha até depilado o saquinho e cuzinho. Achei lindo o detalhe.
Ela chegaria primeiro para que eu pudesse produzi-la. Quando chegou, nos cumprimentamos pois já nos conhecíamos de um outro prédio onde já havia atendido, ela lembrava-se de mim e ao vê-la também lembrei-me imediatamente.
Nos cumprimentamos e ela me disse que a encomenda que havia chegado aqui era dela, peguei a caixa e as meias de látex, ela viu e adorou. Despiu-se e comecei a produzir-la como uma diva.
Colocamos uma meia-calça aberta no rabo, as meias de látex, um espartilho de couro, uma blusinha de renda, peruca loira, maquiagem, perfeito! Peguei um espelho para que ela vise a maquiagem e ela ficou impressionada com a transformação:
Parece outra pessoa, falou.
É outra pessoa, respondi, está parecendo Luiza Possi.
Ele sorriu.
Amarei a a vadiazinha na cama como ela me pediu.
Ela era realmente muito submissa, deixei-a deitada na cama com as pernas e braços atados, indefesa, linda e glamourosa, sabia que meu macho gostaria.
Quando a vi indefesa tive um desejo louco de violá-la, parecia tão casta, bela e virginal que lambi gostoso o cuzinho da putinha-anjinha, deliciosos gemidos sexy escapavam de sua boquinha casta, metia fundo a língua fazendo-a estremecer de tesão, o cu era quente e receptivo, imaginei o pau do meu macho rasgando aquele buraquinho.
Primeiro meti a língua, logo os dedos e quando notei o cu frouxinho um consolo médio delicioso foi introduzido por mim no cu da cadelinha gostosa e sapequinha, ela gemia baixinho delicadamente, primeiro fiquei bastante tempo só passando a cabecinha da minha vara no cuzinho, depois metia e tirava a cabeça, logo passeia a meter sem tirar, lentamente até atochar toda a rola no cuzinho delicado. Quando notei que a putinha já virava os olhinhos de tesão peguei outro e fiz novamente todo processo de meter até o talo no cu. Já era hora de uma rola de verdade. Faltava meu macho.
Chamei-o.
Quando ele entrou, já foi tirando a roupa, eu já estava comendo o cu dela com um consolo, ele se aproximou e mandei ele foder a boca dela, ele sentou a rola grande e grossa na boca da safada, que não reclamou e abocanhou a rola como gata faminta querendo leite, ele se deliciava com a boca da puta e eu com o cu, preparamos o caralho e ele socou no cu da puta sem dó nem delicadeza, queria foder e estuprou o cuzinho tão bem tratado por mim anteriormente, ela gemia e rebolava, não poderia escapar nem se quisesse, ela estava entregue a um casal de insanos loucos por arregaçar a putinha. Fodeu gostoso então pedi o cu de volta, soquei a vara e fodi a puta como meus machos me fodem, meu marido voltou a foder a boca dela e depois revesamos outra vez com ele no cu e eu na boca.
Falava obscenidades como "fode essa vadia, arregaça essa puta gostosa", ele sentava o pau no cu da putinha.
Mandei-o ir embora, já estávamos no horário, ele saiu.
Tirei o cinto de castidade do puto e bati uma punheta com a pontinha dos dedos na piquinha fodendo o cu com um consolo até o pau cuspir porra gostoso.
Adorei rever minha amiga.




Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

CD Putinha

Coroa Safado